• Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

COMPARTILHE

Na plenitude dos tempos!

"Mas, quando chegou a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido debaixo da lei, a fim de redimir os que estavam sob a lei, para que recebêssemos a adoção de filhos." Gálatas 4:4,5

Durante o período Inter-bilbico (período entre o AT e NT) , podemos observar na história uma serie de acontecimentos que ocorrem após o a queda do império Persa para os Romanos. De forma resumida, o período em quem Jesus está inserido é marcado por uma grande influencia do império Romano, e essa influência está ligada com uma herança vinda da Grécia e se dá por um processo de helenização em todos os reinos dominados pelos Romanos.


Os romanos foram os responsáveis por trazer um período de paz a terra, mas não uma paz baseada nas igualdades e na justiça, mas estabelecida através do medo e domínio opressor. Mas independente disso, foi um tempo em que de muita paz. Esse tempo também ficou conhecido por uma unidade singular que ao mesmo tempo refletia na multiplicidade de culturas, a imposição da língua grega era uma das formas de controlar a quantidade de povos e nações que existiam ali, uma vez que Roma se tornou uma cidade cosmopolita. A facilidade de locomoção também se tornou uma marca do império Romano. Como estratégia financeira e forma de se ter uma melhor comunicação entre as províncias, os romanos abriram muitas estradas.


E é em nesse contexto que a promessa de Israel vem para cumprir a de redenção dada os povos. Jesus chega no momento muito oportuno da história, onde muitos fatores estão colaborando para que a mensagem e a redenção do messias chegassem aos povos. É nesse sentido que podemos entender o que seria essa "revelação" que foi dada na plenitude dos tempo, ele chegou no momento exato do desenvolvimento da história. Jesus chega trazendo confronto a sociedade e estabelecendo um novo modo de viver, um padrão que nenhum humano foi capaz de ter. Dessa forma, os discípulos contam sobre suas memórias do tempo em que Jesus esteve entre eles como uma forma de fazer com que as próximas gerações ouvissem falar desse homem que mudou e transformou aquele tempo. No final do livro de Mateus temos a o cumprimento da promessa de redenção de Deus:


“O anjo disse às mulheres: "Não tenham medo! Sei que vocês estão procurando Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito. Venham ver o lugar onde ele jazia.” Mateus 28:5,6

E foi através da morte de Cristo, que Deus deu continuidade ao seu plano de reconciliar o homem consigo, e hoje, juntamente com ele, fazer essa obra através do mundo.


Cada evangelho, tem uma abordagem própria para uma comunidade especifica a onde se foca em um publico ou tema necessário para se apresentar Cristo. O evangelho de Mateus de uma forma muito sagaz, trata das genealogias, e muitas promessas dada os Judeus e ainda menciona muitos dos costumes judaicos, isso porque o foco do autor é comunicar a mensagem do evangelho aos próprios Judeus. O evangelho de Marcos foi escrito após a morte do apostolo Paulo. Esse tempo foi marcado por um período de muitas perseguições aos cristãos que começaram a surgir, e por isso a própria ênfase do texto e mostrar Jesus como o servo sofredor, que sofreu, encorajando os cristãos a suportarem com esperança os sofrimentos que estavam vindo, assim como Cristo os suportou. E no evangelho de Lucas, vemos uma ênfase muito grande aos pobres, necessitados e principalmente aos gentios. Lucas era um morador de Antioquia, muito estudado e de alguma forma recebeu essa mensagem de boas novas e entendeu que essa mensagem não era apenas para o povo de Israel e sim para todos os povos. Lucas de todos os evangelhos, é o que mais irá focar na integralidade do evangelho e como ele abrange todas as áreas da vida do homem. Ele também dá muita ênfase no próprio ministério das mulheres e como Jesus lutou para devolver a elas a dignidade que mereciam. Esses três primeiros evangelhos são conhecidos com os sinóticos, exatamente por contarem a história de Jesus de formas semelhantes.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo